Avançar para o conteúdo principal

Mulheres que revolucionaram a moda

Alguns dos Ícones femininos que têm contribuído para o crescimento da indústria da Moda e que deixaram a sua marca na história!

Twiggy: a desconhecida Lesley Hornby, tornou-se um ícone da Moda no início da década de 60. 
Fez toda a diferença por ir contra os padrões de beleza, que exaltavam mulheres baixas e cheias de curvas, como Marilyn Monroe. 
O corte de cabelo curto (Pixie cut) deu-lhe um estilo andrógino que em conjunto com a sua silhueta magra, simples e delicada, revolucionaram as passerelles, ficando conhecida como Twiggy.



Audrey Hepburn: Ícone de beleza e elegância dos anos 50, a actriz continua a ser admirada e uma inesgotável fonte de inspiração para o universo feminino. 
Foi a responsável por inserir o cocktail dress e as sapatilhas em ocasiões especiais e, por causa do seu estilo simples, elegante, charmoso e único, foi musa da marca Givenchy, que produziu o mítico vestido preto usado no filme Breakfast at Tiffany (1961).



Coco Channel: Inspirada pelo vestuário masculino, revolucionou a Moda, inserindo as calças no universo feminino.
Procurando valorizar o conforto, a estilista libertou as mulheres da moda rígida imposta no século XX e, desde então, imortalizou o clássico, elegante e sofisticado “estilo Chanel”.
Foi também a primeira estilista a dar o seu próprio nome a uma fragrância, Chanel nº 5”, classificando como “um perfume de mulher com cheiro de mulher”.



Miuccia Prada: Herdou da família a Prada, que até então era uma marca de malas de viagem e transformou-a numa das maisons mais consagradas do mundo. 
Miuccia consegue entender o que as mulheres querem para as próximas estações antes de qualquer outra pessoa e assim transforma tudo o que faz em tendência. Mas, por mais feminina que seja a Prada, a estilista procura sempre fugir das coleções sensuais e procura fazer uma moda intelectual, para mulheres inteligentes, bem informadas e inovadoras, com roupas retas e cortes muito bem definidos.



Vivienne Westwood: Se Londres é considerada a capital da moda rock n’ roll, Vivienne Westwood é, definitivamente, uma das maiores responsáveis por isso. Depois de se ter casado com Malcom McLaren, nos anos 60, a estilista fundou a marca Let it Rock, que procurava chegar a Negros e Rockers, trazendo  roupas ousadas em couro com frases eróticas. Com essas roupas, Vivienne vestiu a principal banda da história punk, os Sex Pistols, que era produzida por McLaren e assim conquistou o mundo. Hoje, Vivienne é reconhecida como maior representante da moda inglesa e produz coleções excêntricas e provocadoras, que criticam a política e a sociedade. 
Apresenta roupas com muito preto, vermelho, couro, xadrez, que  procuram sempre expressar os seus ideais.



Carolina Herrera: Utilizando a sua camisa branca como emblema, a estilista venezuelana criou um império baseado na simplicidade e na elegância, que se expandiu pelo mundo inteiro.
Na sua marca tudo parece perfeito, belo, harmónico e nada é em excesso: o brilho, a seda, o laço de veludo, o decote, a ousadia.



Donatella Versace: Após a morte de Gianni Versace, em 1996, a sua irmã mais nova foi a responsável por dar continuidade ao seu legado. Esta mulher determinada conseguiu ser a primeira estilista a utilizar celebridades para divulgar as suas roupas.

Os vestidos e calças coladas ao corpo foram actualizados com cinturas mais soltas, vestidos mais geométricos e ganharam uma nova envolvência, mais ampla e distante das silhuetas que, por mais invernosas ou outonais que fossem, eram sempre coladas ao corpo.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Inspiração: Fotógrafa Ellen Von Unwerth

A alemã Ellen Von Unwerth é uma das fotógrafas de Moda mais originais! O seu estilo provocador, realça mulheres fortes e dominadoras!  Primeiro fez carreira como modelo e a experiência à frente das câmaras ajuda-a a passar confiança para quem fotografa, com um estilo muito próprio, a preto-e-branco ou com cores saturadas.  A feminilidade tem bastante destaque nas suas fotografias, repletas de sensualidade, fetiche e glamour!  Poses eróticas inseridas em cenários ricos em detalhes e com um toque vintage compõem as suas fotografias.








O Impacto de uma Mudança de Visual

Tudo começou quando vi a actriz Emma Watson (a Hermione do Harry Potter) com o seu novo e impactante pixie cut! 



Chamou-me bastante a atenção e levou-me a questionar:
Qual a importância da imagem na nossa identidade?
Se a imagem mudar, até onde se altera a nossa identidade? 
Quando a jovem actriz cortou o seu longo cabelo após as filmagens da saga Harry Potter, foi como se se estivesse a libertar de algo e a rejuvenescer!




Uma mudança de visual é sempre sinónimo de renovação, mas também de independência, elegância e personalidade!
Primeiro pus estas questões em debate numa curta-metragem que escrevi e realizei em 2011: “Nova Vaga”.



Entretanto passei para a Fotografia face ao poder que tem de preservar para a eternidade momentos únicos!
E dá-me também a possibilidade de trabalhar/lapidar com mais cuidado a imagem de alguém.
Destacar, expor na plenitude os pontos mais fortes da Mulher, passou a ser o trabalho que mais gozo me dá, porque acredito que enquanto vivemos, temos que deixar uma marca fo…

Polaroid- A Paixão pelo Retro

Adoro o estilo retro, recorrer ao passado à procura de inspiração para criar algo novo, com uma identidade muito própria e requintada. Sempre apreciei bastante a Fotografia Polaroid pelo seu lado rústico, fascina-me a imperfeição que proporciona às fotografias, que ficam com um toque único e artístico!


É também um instrumento de auto-reflexão, que preserva momentos da nossa vida e é palpável. Por isso decidi acrescentar às minhas valências a fotografia Polaroid, em dois formatos (seja em sessão normal ou artística):
Wide (rectangular)- foto exemplo


Square (quadrado)- foto exemplo


Preços sob consulta.